Loading...

terça-feira, 2 de março de 2010

E agora, José?

Um dos poemas mais importantes da safra mais "visceral", digamos assim, do mineiro Carlos Drummond de Andrade, recitado por ele mesmo. Montagem da Creative Pixels.

Nenhum comentário:

Postar um comentário